ACADEMY

FIQUE POR DENTRO
DE NOSSAS NOVIDADES

Como um curso online pode me tornar especialista em Google Analytics

Ao longo destes anos atuando no mercado de Analytics sempre ficou muito claro que é uma área com oportunidades imensas de atuação. Além de já termos tido contato com várias empresas grandes e médias do mercado brasileiro, também somos usuários, porém usuários curiosos, que durante a navegação, leitura de um post, ou uma compra no e-commerce, seguidamente inspecionamos o código e tagueamento dos sites para ver quais recursos de tagueamento eles utilizavam e poder usar como referência (fica a dica, boa prática para descobrir novos truques).

Mas o que nos chamava à atenção é que a maioria esmagadora dos sites e e-commerces utilizavam apenas as funcionalidades mais básicas do Google Analytics.

Por exemplo, raramente encontrávamos tagueamento adequado para monitorar o desempenho dos banners de página inicial de e-commerce. Poxa! Você investe em uma peça de criação para fazer uma oferta em um espaço nobre do seu site, e não acompanha o quanto ela impacta nas suas vendas? Wtf?

Outra realidade assombrosa do mercado, como um todo, era passar dentro de empresas e agências com certa reputação que, ou não tinham pessoal capacitado em Google Analytics para fazer uma instalação ou acompanhar os indicadores mais básicos, ou possuíam um time com baixíssima qualificação. Não foi incomum entrarmos em projetos para fazer auditoria do Google Analytics e identificar configurações erradas que distorciam os dados do cliente.

Resumindo, nossas maiores frustrações atuando no mercado de Analytics foram instalações muito básicas, aquém do potencial da ferramenta, e configurações erradas fazendo tratamentos incorretos nos dados e resultando em números errados!

Por isso constatamos que o mercado de Analytics tem muito potencial no Brasil!

Um Google Analytics bem instalado, configurado e, acima de tudo, bem utilizado, deveria embasar as decisões de todas as áreas de um negócio, Todas!

Apenas alguns exemplos:

  • Gestão: acompanhamento dos indicadores macro do negócio, como vendas, receita gerada, custos de mídia e aquisição.
  • Marketing: Custos de mídia, aquisição de tráfego de cada mídia ou campanha, conversões geradas à partir delas, relacionar o retorno obtido de cada ação.
  • Compras: Produtos mais vendidos, volume médio de vendas por categoria, períodos de sazonalidade, variações de produto mais vendidas, produtos de menor giro.
  • Criação: Qualidade do uso da interface, interação com os elementos mais importantes, aceitação/rejeição dos layouts.
  • SEO: Tráfego gerado através de busca orgânica no Google e outros mecanismos de busca, venda gerada por esse tráfego, vendas assistidas por estas fontes, principais páginas de entrada do site.
  • Mídias pagas por clique: Principais campanhas, ROI, principais páginas de entrada, principais páginas rejeitadas (onde seu dinheiro é jogado pelo ralo).
  • E-mail marketing: Principais campanhas, conversão de cada e-mail.
  • Redes sociais: Tráfego gerado por sua presença nas redes sociais, qualidade de navegação deste público.
  • Redação: tempo de permanência nas páginas de conteúdo, taxa de rejeição das páginas, principais pesquisas realizadas dentro do site.
  • Atendimento de agência: acompanhamento dos principais indicadores dos seus clientes, se suas metas estão sendo atingidas, desempenho das campanhas executadas pela agência.

Quando nós começamos a estudar Analytics não havia um curso completo e de referência para recorrermos. Todo o aprendizado foi por conta, através de livros, um post aqui, outro ali, e acabamos reunindo o conhecimento de diversas fontes, principalmente em inglês. O próprio Google disponibiliza alguns treinamentos da Analytics Academy, ótimos para quem começa, porém tudo em inglês.

Se você não for capaz de ler e assistir vídeos em inglês com plena compreensão, já perdeu 70% das melhores fontes de conhecimento em Analytics.

Com um curso online, todo em português, completo no sentido de abordar as questões teóricas mais importantes e mostrar a utilização prática dos vários usos do Google Analytics, você poderá se tornar um especialista em Analytics facilmente. Basta dedicar um pouco tempo diariamente para assistir às aulas e ter à sua disposição uma estrutura para colocar em prática os truques aprendidos.

Por que se tornar um especialista em Analytics

Se você atua em um negócio digital, como um e-commerce, por exemplo, sua capacidade ampliada em Analytics vai permitir que você reporte corretamente os indicadores principais do negócio à gestão, vai poder otimizar o desempenho das campanhas digitais por ter total propriedade da entrega e resultados de cada uma delas, desperdiçando menos dinheiro, além de servir de referência para outros integrantes da equipe quando eles precisarem de dados do Google Analytics. A empresa ganha aprimorando seu desempenho e você ganha mais valor como colaborador, fazendo por merecer um melhor salário ou até uma melhor posição no mercado de trabalho.

Se você trabalha em uma agência digital poderá contribuir com análises em uma área específica, mídias, por exemplo, poderá contribuir com análises para algumas contas específicas, ou até na execução do seu próprio trabalho, caso não seja um profissional com atuação específica em Analytics.
Da mesma forma, sua agência ganha valor por conseguir entregar e justificar um melhor resultado para seus clientes (e isso é o que os clientes mais querem), e você também ganha mais visibilidade na empresa para disputar melhores cargos, melhores salários, ou ainda uma melhor posição no mercado. Não me canso de repetir que existe muita oportunidade no mercado de Analytics nas agências digitais.

E se você é um empreendedor digital, você vai impactar diretamente seu negócio à medida que se baseia em dados para otimizar suas campanhas reduzindo desperdícios de verba, criar melhores ofertas para seus produtos, otimizar fluxos de navegação, enfim, todas as formas para vender mais e gastar menos. Mais dinheiro para você!

Veja como o nosso método já ajudou empresas como Intercity Hotéis e Arezzo.