Cultura de Analytics

O que você faz enquanto os outros assistem séries?

Lembro bem dos tempos em que eu trabalhava em empresa, convivendo com muitos colegas, todo mundo sempre estava por dentro dos lançamentos do cinema, das séries recém lançadas, dos principais jogos de futebol da temporada (mais recentemente o público brasileiro pegou gosto por acompanhar as ligas de beisebol e basquete dos Estados Unidos) ou dos vídeos viralizados no Youtube e WhatsApp.

Em contrapartida, alguém do trabalho têm comentado quem são os unicórnios brasileiros mais recentes? Quais startups estão quebrando modelos de negócios estabelecidos há décadas? Quais são as novidades em Google Analytics, Google Adwords ou Facebook Ads? Você lembra quando foi a última vez que um colega de trabalho te enviou um artigo trazendo alguma técnica nova na sua área de atuação?

Preste atenção à sua volta, porque se seus colegas estão por dentro de tudo sobre entretenimento, é porque é isso que eles fazem no seu horário livre, quando não estão no trabalho.

E isso é uma oportunidade enorme para você!

Não quero pregar aqui que você não deve dedicar um tempo ao entretenimento, ou para algo que ajude a relaxar frente às pressões do cotidiano como trabalho, trânsito, violência, e etc.

Meu ponto é que as pessoas dedicam pouco, ou quase nada, ao seu crescimento profissional. Todo mundo quer ser promovido e ganhar um salário melhor, mas poucos têm procurado se especializar em alguma área, tanto em conteúdos técnicos quanto em métodos de gestão e atuação em equipes.

Coloque-se nos sapatos do dono da empresa em que você trabalha. Estas pessoas estão tentando fazer mais receita com menos custo e mantendo a qualidade e/ou diferenciais da empresa. De forma bem genérica, todas as empresas tentam isso, pois é isso que gera o resultado.

Como a sua atuação na empresa ajuda a conquistar algum destes objetivos?

Apenas reflita.

Se você for um profissional, muito bom no que faz, e conseguir trabalhar bem em equipe, tenho certeza que colherá bons frutos na sua carreira. Um dos problemas é que, na área de tecnologia, com o ritmo acelerado das mudanças, você vai precisar continuar aprendendo e estudando sempre. Sejam novas estratégias, novas ferramentas, novos métodos de gestão, ou o que for.

Isso é fato! Não há como fugir disso. Se você não se atualizar, oportunidade para o colega do lado, que continua aprendendo, continua colocando novas técnicas em prática, e gerando valor para a empresa.

Outro fator de muita importância é o tempo. Quando se tem vinte e poucos anos, não temos paciência para semear e esperar florescer. Com o aproximar dos 30 a noção de velocidade vai mudando, afinal você já tem uma década de atuação no mercado e não conquistou muita coisa. Certo? Se não colheu, foi porque não plantou.

Quando comecei a estudar sobre investimentos para preparação da minha aposentadoria (sim, comecei a pensar em aposentadoria com 30 anos, afinal sou um empreendedor e não contribuo para o INSS) aprendi que não existe riqueza fácil. Como diz um meste consultor em investimentos que sigo, todos os grandes investidores têm cabelos brancos, pois eles pouparam e investiram a vida toda para gerar um patrimônio que lhes sustentasse após seu período produtivo.

Por que estou trazendo estes tópicos de investimentos, empreendedorismo e como se destacar em uma empresa em um blog sobre Google Anlaytics?

Minha intenção é mostrar que você precisa se dedicar para colher bons frutos na sua carreira no futuro. Se você separar 3 noites na semana para estudar um artigo ou tema novo, você ainda terá duas noites e todo o final de semana para curtir, e ainda será um profissional de destaque na sua empresa por sempre trazer novidade e novas práticas, que como já disse, gera valor para a empresa.

Leia livros, siga os “caras” da área que você atua, dedique-se. Em uma realidade em que poucos profissionais fazem isso, é muito fácil se destacar no mercado. Aproveite isso e comece a construir uma carreira de sucesso hoje. Estude um novo idioma!

Outros malucos que falam sobre isso

Existe um grupo de empreendedores de alta performance que participam do 5am Club. São profissionais que cultivam o hábito de acordar às 5 da manhã e um dos motivadores deste hábito é que, enquanto todos estão dormindo, eles já estão produzindo. E isso os motiva, porque estão fazendo a diferença.

Outra referência interessante para quem quiser trabalhar em uma mudança de hábito é Tony Robbins, um dos maiores coaches do mundo. Ele tem vários livros, tem um documentário no Netflix, e tem uma maneira bem diferente de incentivar (e ensinar) como ampliar seu desempenho, se conhecendo melhor e cuidando bem do seu corpo e sua mente. Vale a pena conferir.

Tem o clássico Poder do Hábito, e vários outros. Sério! Não é por falta de referências que as pessoas ficam atiradas no sofá. Uma das minhas maiores vitórias contra o sofá e a zona de conforto foi cancelar a assinatura de TV à cabo. Já faz alguns anos que fiz isso e não me arrependo. Quando eu ouvi o Amyr Klink (se você gosta de projetos é outra referência sensacional) falar pela primeira vez que não tinha TV em casa, achei radical demais, então não julgo você se pensar o mesmo de mim, mas passe a pensar com carinho sobre esta possibilidade 😉

Adoraria ler os seus relatos aqui se você já estiver fazendo a diferença na empresa que trabalha, como você tem feito e o que tem colhido com isso. E fico sempre à disposição para um bom papo sobre o tema.

Bons estudos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *