ACADEMY

FIQUE POR DENTRO
DE NOSSAS NOVIDADES

Como instalar o Google Analytics em meu site?

Primeiramente, você precisa ter acesso à tag, ou ao código de monitoramento da Propriedade criada no GA para monitoramento do seu site ou aplicativo. Sabe onde encontrá-la? Se não souber, veja aqui onde encontrar seu ID de monitoramento do GA.

A tag de monitoramento é a base do funcionamento do GA. Ela precisa ser instalada em todas as páginas do seu site, ou em todas as telas do seu aplicativo, para poder coletar todos os dados respectivos à cada página/tela, e à navegação dos usuários entre elas.

As tags podem ser instaladas de 3 formas:

  • Diretamente no código-fonte do site
  • Através de gerenciadores de tags, como o Google Tag Manager
  • Utilizando ferramentas de mercado e plugins

Instalação da tag básica no código-fonte do site

Para instalar a tag básica de monitoramento do Google Analytics no código-fonte do seu site, você precisa ter conhecimentos de programação e acesso ao código do seu site. Se você tiver essa capacidade ou tiver alguém na sua empresa que possa ajudar com isso, vá adiante para as instruções abaixo.

Porém, saiba que gerenciar tags diretamente no código-fonte pode ser mais trabalhoso do que utilizando gerenciadores de tags, pois à cada ajuste, atualização da tag ou aprimoramento do seu tagueamento, você vai precisar alterar o código do seu site novamente, ou seja, dedicar horas de desenvolvimento para fazer o ajuste, realizar as rotinas de testes, fazer deploy, etc.

Esta é a tag mais atual do Google Analytics:

<!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->
<script async src="https://www.googletagmanager.com/gtag/js?id=UA-99999999-1"><span data-mce-type="bookmark" style="display: inline-block; width: 0px; overflow: hidden; line-height: 0;" class="mce_SELRES_start"></span><span data-mce-type="bookmark" style="display: inline-block; width: 0px; overflow: hidden; line-height: 0;" class="mce_SELRES_start"></span></script>
<script>
  window.dataLayer = window.dataLayer || [];
  function gtag(){dataLayer.push(arguments);}
  gtag('js', new Date());

  gtag('config', 'UA-99999999-1');
</script>

Esta tag deve ser instalada na seção < head> do seu site, o mais alto possível, ou seja, sendo a primeira requisição dentro desta seção, em TODAS AS PÁGINAS do seu site ou telas do seu aplicativo.

O código de monitoramento está na última chamada dentro da tag e deve ser substituído pelo seu próprio, o qual instrui para qual Propriedade do Google Analytics os dados coletados devem ser enviados. Caso você não saiba onde encontrar o seu, veja aqui onde encontrar o código de monitoramento no Google Analytics.

Instalação de tags por gerenciador, como o Google Tag Manager

Na nossa opinião, é o melhor formato para instalação e gestão de tags tanto em sites quanto em aplicativos, porque você instala apenas uma tag no código-fonte, apenas uma vez (a tag do Tag Manager) e todas as outras tags que você precisar instalar posteriormente serão instaladas através da interface do gerenciador de tags. E acredite, você ainda vai precisar mexer muito em tags, o GA é só o começo.

O gerenciador de tags permite que você instale tags no seu site ou aplicativo, com diversas condições, simples ou complexas, usando variáveis, enfim, sem nenhuma limitação. Os principais benefícios são: você tem muito mais autonomia para gerenciar as suas tags, além de economizar tempo e dinheiro através das horas de desenvolvimento que seriam necessárias em cada instalação ou atualização de tags diretamente no código-fonte.

O Google Tag Manager pode ser instalado em aplicativos, também, para gerenciar as tags destinadas à estes, para Android e iOS.

Instalação de tags em plataformas ou plugins

Plataformas prontas, disponíveis no mercado, seja de e-commerce, gerenciadores de conteúdo, etc., normalmente já possuem a opção de instalação do Google Analytics apenas cadastrando o seu código de monitoramento, sem a necessidade de copiar e colar toda a tag.

A plataforma mais utilizada é o WordPress. À exemplo dela, várias outras também possuem essa funcionalidade, ou plugins que permitem a instalação. Se quiser mais detalhes sobre WP, veja nosso post sobre como instalar o Google Analytics no WordPress.

A instalação nestas plataformas normalmente é mais simples do que instalar no código-fonte, porém, um ponto negativo disto, é que você pode ficar limitado quando quiser fazer um tagueamento mais apurado, ou ainda, quando houver uma atualização da tag você pode ficar refém do tempo que a plataforma leva para atualizar a tag do GA no seu sistema, até poder colher os benefícios desta atualização. Para usos básicos do GA este formato é bastante recomendado por ser o mais simples.