ACADEMY

FIQUE POR DENTRO
DE NOSSAS NOVIDADES

Pesquisas por voz – o que você precisa saber para otimizar seu site

Aos poucos, os usuários foram se acostumando com as tecnologias de reconhecimento de voz, até que as pesquisas por voz passaram a representar um percentual significativo das buscas no Google e em outros serviços.

A pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box, de 2018, ouviu 1.931 usuários brasileiros de smartphones, dentre os quais 64% declararam já ter usado um recurso de voz no aparelho, para iniciar uma chamada, tocar uma música ou fazer pesquisas. O hábito é mais comum entre jovens de 16 a 29 anos (70%).

Mais recente, a pesquisa Adobe Voice Technology Study entrevistou 1 mil usuários de tecnologias ativadas por voz nos Estados Unidos, e observou que 48% deles usa assistentes de voz para pesquisas gerais na web.

Qual a vantagem da pesquisa por voz?

O celular se tornou quase uma extensão de nosso corpo, e estamos sempre com ele na mão. A pesquisa por voz permite buscar uma informação na web de forma mais rápida e ágil, sem precisar usar as duas mãos no celular.

Na mesma pesquisa da Adobe que citamos antes, quase 94% dos usuários afirmaram que consideram a tecnologia fácil de usar e, mais do que economizar tempo, melhora a qualidade de vida. Por outro lado, 49% dos entrevistados nem sempre sabem por onde começar a tarefa.

Já um estudo da Universidade de Stanford mostrou que as tecnologias de reconhecimento de fala, antes não tão eficientes, hoje processam a informação três vezes mais rápido do que quando o usuário digita os termos da busca no teclado.

Linguagem natural: como os usuários pesquisam por voz?

Além de ter se tornado mais rápida, a margem de erro da tecnologia — no caso específico do Google — caiu de cerca de 25% para 8%. Isso tudo fez com que os usuários se sentissem mais à vontade para fazer as pesquisas com uma linguagem próxima da natural.

O que isso quer dizer? Que usam mais palavras, o que acaba beneficiando resultados de cauda longa. Essas palavras extras tornam as pesquisas mais interrogativas, que aparecem com maior probabilidade na fala do que na digitação.

Por exemplo, em vez de pesquisar por “previsão do tempo são paulo”, o usuário pergunta para o assistente de voz “Qual a previsão do tempo para hoje?” ou “Vai chover amanhã em São Paulo?”.

Como otimizar seu conteúdo para resultados de pesquisa por voz?

A partir da análise de 10 mil resultados de busca no Google Home, a Backlinko trouxe insights interessantes sobre as páginas priorizadas pelo algoritmo do buscador. Veja:

  • O tempo de carregamento tem um papel importante. As páginas das pesquisas por voz carregam 52% mais rápido que a média.
  • 70,4% das páginas de resultados do Google Home são protegidas por HTTPS.
  • O Google prefere respostas curtas e concisas: o resultado típico da pesquisa por voz é de apenas 29 palavras.
  • 36,4% dos resultados da pesquisa por voz vêm de páginas que usam o Schema (pouco acima da média mundial, de 31,3%).
  • Domínios com autoridade tendem a produzir mais resultados de pesquisa por voz do que domínios com baixa autoridade. O valor médio de domínio do Ahrefs de um resultado do Google Home é de 76,8.
  • Altos níveis de engajamento social impactam no desempenho. Um resultado médio da pesquisa por voz tem 1.199 compartilhamentos no Facebook e 44 tweets.
  • Conteúdo simples e fácil de ler pode ajudar no posicionamento em pesquisas por voz.
  • Pouquíssimos resultados tinham a consulta exata do usuário em sua tag de título. Portanto, a criação de páginas individuais para cada consulta não parece ser uma estratégia eficaz de SEO para pesquisa por voz.
  • A contagem média de palavras de uma página de resultados de pesquisa por voz é de 2.312 palavras.
  • Aproximadamente 75% dos resultados de pesquisa por voz estão entre os três primeiros resultados em buscas no desktop e mobile.
Onde os resultados de busca por voz ranqueiam.

Featured snippet (posição zero)

Outro dado trazido pela Backlinko é que 40,7% dos resultados de pesquisas por voz vieram de uma página que aparece na posição zero, como costumamos chamar o featured snippet.

Featured snippet é um bloco com destaque especial, no topo na página de resultados do Google. Para aumentar as chances de aparecer na posição zero, trabalhe conteúdos longos e explore em cada tópico palavras-chave de cauda longa — a grande maioria dos featured snippets são exibidos a partir delas.

Conclusão

Com os usuários se acostumando cada vez mais com as tecnologias de reconhecimento de voz, vale a pena otimizar seu conteúdo para atender a essa tendência.

Para isso, o melhor é pensar no texto como uma conversa com o usuário, aproximando-o da linguagem natural, escrevendo headings na forma de perguntas e respondendo de forma clara, simples e objetiva.Confira outros conteúdos da Lume Academy ou entre em contato conosco para conhecer mais estratégias para otimizar seu site nos buscadores.