ACADEMY

FIQUE POR DENTRO
DE NOSSAS NOVIDADES

Drops de SEO: 10 dicas práticas de SEO

Ao longo de 2020, trouxemos nas nossas redes sociais pequenas práticas de SEO para ajudar o seu negócio a conquistar melhores resultados orgânicos. Reunimos aqui todos eles. Bora colocar em prática?

1. Meu site está indexado no Google?

Antes de qualquer coisa, o Google precisa ser capaz de encontrar seu site e “copiar” seu conteúdo ao seu index. Sem estar indexado não há como se posicionar nos resultados do Google.

Dica

Utilizando o operador “site:” e o endereço do seu site você poderá consultar todas as páginas do seu site que o Google tem indexado. Ex: site:lume.cc

Caso seu site não tenha nenhuma página indexada, ou uma quantidade bem menor do que a realidade, analise se há algum problema de indexação.

2. Personalize Títulos e descrições de páginas

O título de página e a meta tag description são utilizados pelo Google para formar o seu resultado de busca. Personalizar títulos e descrições com conteúdo relevante e persuasivo é a forma mais rápida de aumentar seus resultados orgânicos.

Dica

  1. Liste as principais páginas do seu site, pode consultar elas no Google Analytics.
  2. Crie títulos e descrições para cada uma. 

O título precisa conter a palavra-chave para qual seu conteúdo deve se posicionar, enquanto a descrição precisa apresentar o conteúdo da página de forma sucinta e convincente para atrair o clique dos usuários.

3. Google Meu Negócio para lojas físicas

Para negócios com lojas ou sedes físicas, posicionar-se nos resultados do mapa do Google com seu endereço, telefone, horários de atendimento e demais informações pode ser uma fonte rentável de clientes.

Dica

Cadastre suas lojas e endereços no Google Meu Negócio: https://www.google.com/intl/pt-BR_br/business/

Procure preencher o maior número de informações possíveis, estabeleça uma rotina de atualização dos dados e incentive seus clientes a escrever avaliações do seu negócio no Google.

4. Google Search Console (GSC)

O Google Search Console é uma ferramenta do Google para reportar dados de desempenho dos sites nos resultados orgânicos do Google. Através dele você tem acesso à dados de páginas e palavras-chave pelas quais se posiciona no Google orgânico, além de erros e status de rastreamento do seu site.

Dica

  1. Cadastre seu site em https://search.google.com/search-console/about?hl=pt-BR
  2. Escolha uma das formas de confirmar a propriedade do seu site. Ex: instalar um arquivo no servidor, cadastrar uma meta informação na página inicial.
  3. Analise com frequência o relatório de “Resultados da Pesquisa”, por quais consultas e páginas você se posiciona, com qual volume de impressões e cliques, e a qualidade dos resultados através de CTR e posição média.
  4. Monitore o relatório de “Cobertura” para identificar erros de rastreamento e problemas de indexação que podem comprometer seu resultado.

5. Produza conteúdo autoral e relevante

Conteúdo é rei! Quando desejamos nos posicionar por alguma palavra-chave, precisamos eleger qual página do nosso site é a referência para tal conteúdo. É nela que precisamos publicar conteúdos que resolvam problemas dos seus usuários.

Dica

  1. Identifique as principais páginas do seu site no relatório de desempenho do GSC ou de Páginas de destino do GA.
  2. Use ferramentas como Google trends e Ubersugest para identificar as palavras-chave de maior demanda.
  3. Procure no Quora ou em fóruns de discussão quais são as principais perguntas à respeito da sua palavra-chave principal

Escreva respostas diretas e úteis para as principais dúvidas encontradas. Formate o conteúdo da sua página utilizando a estrutura semântica do HTML.

6. Link building: Analise seus concorrentes para levantar ideias

A quantidade e qualidade dos links que seu site recebe de outros sites é um dos principais fatores de posicionamento no Google, também conhecido como reputação, autoridade ou popularidade, ações estas conhecidas como Link Building.

Dica

Descubra sites relevantes para o seu negócio e estabeleça um relacionamento com estes, promovendo alguma troca de valor para conquistar links para seu site.

  1. Acesse moz.com/link-explorer 
  2. Submeta na consulta o domínio do seu concorrente ou referência de mercado
  3. Analise os sites que linkam para este site, em quais conteúdos, para quais páginas

Tente entender o contexto deste link para levantar ideias e construir seus próprios relacionamentos na web para aumentar o volume e a qualidade de links para seu site.

7. Cuidados com tempo de carregamento 

Já faz anos que o tempo que um site leva para carregar é fator de posicionamento no Google. Se o Google quer prover a melhor experiência para os usuários, convenhamos que um site que demora muito para carregar não é a melhor experiência, certo? Então, perde ranking!

Core Web Vitals

Recentemente, o Google adotou uma metodologia para poder mensurar a experiência do usuário. Através dela, são medidos itens como o tempo de carregamento (reforçando a importância deste), interatividade e a estabilidade visual das páginas.

Dica

Utilize ferramentas como GTmetrix.com ou Google Page Speed. 

  1. Submeta seu site nestas ferramentas
  2. Analise as melhorias pontuadas
  3. Compartilhe com seu desenvolvedor, plataforma ou infra-estrutura de servidor solicitando melhorias
  4. Refaça este esforço constantemente. Tempo de carregamento é melhoria contínua!

8. Mudando o site? Cuidados para não perder todo seu resultado orgânico!

Sempre que é feita uma mudança na estrutura de URL’s do site, como uma troca de plataforma, alteração nas categorias ou produtos, ou troca de domínio, é preciso fazer uma Migração de SEO para não perder todo o seu resultado orgânico.

A relevância que suas páginas ganham para se posicionar por certos conteúdos, bem como os links recebidos de outros sites, são todos associados às URL’s. Se você trocá-las, é como se jogasse tudo fora e criasse um site novo do zero, e terá que conquistar tudo novamente!

Dica

Faça um levantamento preciso de todas as URL’s indexadas no Google e garanta que elas serão devidamente redirecionadas para suas respectivas novas. Se não tiver experiência com isso, procure uma consultoria com tal experiência para não jogar fora todo seu legado e esforço.

Etapas de como executamos as migrações de site em SEO:

  1. Levantamento de URL’s
  2. Verificação das URL’s e tratamento de parâmetros
  3. Relação DE > PARA (url’s de origem e de destino)
  4. Configuração dos redirecionamentos na infraestrutura
  5. Homologação dos redirecionamentos em ambiente de testes
  6. Homologação dos redirecionamentos em ambiente de produção, no momento do go-live

9. Indicadores de SEO: como medir resultado?

Nós, particularmente, não gostamos muito da abordagem de monitorar posicionamento de palavra-chave, acaba nos deixando míopes, focados em uma métrica que é o meio, e não o fim. Ganhar posicionamento é um meio de gerar mais tráfego orgânico.

Sessões orgânicas, seu crescimento e participação sobre o total de tráfego é o indicador direto de resultados de SEO. A qualidade deste tráfego é expressa por uma baixa taxa de rejeição e alta taxa de conversão. 

E para abrir estas sessões em resultados mais operacionais, páginas de destino orgânicas podem deixar a estratégia mais clara, de quais conteúdos contribuem mais para este tráfego e qual a qualidade em consumo destes conteúdos. Cruzar estas informações com dados de páginas no Google Search Console (GSC), com métricas de posição média, CTR e as variações de ambas, fecha a análise como uma cereja no bolo.

Dica

Definir metas é sempre importante, tanto de tráfego quanto de conversão. E meta não é um indicador para cortar cabeças, mas sim para definir a expectativa de resultados entre os times internos e externos.

Relatórios do Google Analytics:

  • Aquisição > Todo o tráfego > Origem/mídia: 
    • Dimensão “google / organic”, métricas: Sessões, percentual de sessões sobre o todo, taxa de rejeição e taxa de conversão
  • Comportamento > Conteúdo do site > Páginas de destino:
    • Segmento: Tráfego orgânico, Dimensão: analisar as principais páginas listadas, Métricas: Sessões, taxa de rejeição e taxa de conversão
  • Google Search Console > Performance > Pages:
    • Dimensão: analisar as principais páginas listadas, Métricas: Posição média e CTR.

Assim que você dominar melhor o Google Analytics e os indicadores recomendados, construa um Dashboard para facilitar esta visão.

10. Meus resultados orgânicos não crescem. O que faço?

Se você não faz grandes esforços de SEO, comece HOJE! Com a pandemia, muitas marcas entraram no digital e estão investindo, com isso a competição aumenta.

Se você já faz um projeto internamente ou com uma agência ou consultoria parceira, intensifique. REVISE todas as dicas que demos aqui nos Drops de SEO e coloque em prática. SEO funciona com ciclos de melhoria contínua, se você passou por todas as etapas, avalie os resultados e retome do início, fazendo melhor e mais rápido.

Checklist Drops de SEO

  1. Revise se o Google está indexando seu site corretamente
  2. Personalize títulos e meta descrições
  3. Cadastre-se e atualize suas lojas físicas no Google Meu Negócio
  4. Analise desempenho e cobertura do seu site no GSC
  5. Produza conteúdo autoral e relevante, resolvendo problemas do seu público
  6. Analise a estratégia de links do seu concorrente e coloque em prática a sua!
  7. Reduza o tempo de carregamento do seu site, constantemente.
  8. Muito cuidado com alterações estruturais nas url’s para não jogar seus resultados fora
  9. Analise os principais indicadores de SEO para conferir se sua estratégia está funcionando, e repita todo o ciclo, melhorando sempre!