Blog Lume

Principais métricas para acompanhar no Google Analytics

Logo do Google Analytics.

Utilizado diariamente por empresas e especialistas em tráfego online, o Google Analytics é uma das ferramentas mais importantes para acompanhar o desempenho e os resultados de sites no universo do marketing digital.

Embora seja uma ferramenta muito conhecida por ser um produto Google e pela infinidade de dados que ela pode mostrar de forma gratuita, muitas vezes alguns profissionais ficam com dúvidas sobre quais, de fato, são relevantes para o seu negócio. Existem algumas informações essenciais, independentemente do mercado que você está inserido, mas é sempre bom ressaltar que cada caso é um caso.

Aqui, vamos apresentar os principais indicadores que o Google Analytics mostra e quais as suas finalidades.

Lembrando que o Google anunciou, recentemente, a desativação do Universal Analytics (ou GA3) a partir de 1 julho de 2023 para contas gratuitas, já para os assinantes do Google Analytics 360 o prazo se estende até o dia 01 de agosto de 2023. No dia 1º começa a valer a nova versão padrão da ferramenta, o Google Analytics 4.

E as mudanças serão muitas, viu? Mas não se preocupe. Se você não conseguiu acompanhar essa mudança e não está preparado para o que está por vir, aqui no blog escrevemos duas matérias bem completas sobre o tema: 

Como instalar e configurar o Google Analytics 4

Tudo sobre o Google Analytics 4

Sendo assim, com o GA3 ainda dá tempo de identificar várias estratégias e possibilidades para o seu site! Acompanhe abaixo algumas métricas do Universal Analytics e fique por dentro!

Principais métricas do GA

Número de sessões

Nenhuma das métricas do Analytics deve ser analisada de forma individual, porém quando falamos de número de sessões é preciso ter mais cuidado ainda! Esse dado indica um conjunto de ações que um usuário realiza dentro do site em determinado período de tempo: desde visualizações na página, cliques, compras e muito mais.

A sessão é como uma "visita" ao site, e durante este período de visita, ou sessão, o usuário pode visualizar diversas páginas, interagir com diversos elementos ou ainda realizar uma compra ou conversão de meta.

Número de sessões no Google Analytics.

Usuários

É comum a confusão entre o número de sessões com usuários. A diferença é que usuários são indivíduos únicos que acessam a sua loja, porém, que podem entrar várias vezes no mesmo endereço, aumentando assim o número de sessões.

Um cuidado importante com o número de usuários é que ele NÃO representa exatamente o número de pessoas que acessou o site ou app. Devido a características da ferramenta, o GA consegue identificar apenas dispositivos, e não pessoas. Então se você navega pelo celular, pelo computador e entre diferentes navegadores, cada acesso desses será reconhecido como um usuário diferente.

Usuários no Google Analytics.

Novos usuários

Seguindo a linha de pensamento acima, os novos usuários são aqueles que visitaram seu site apenas uma vez dentro do período analisado. Dessa forma, é uma informação extremamente importante para os lojistas, principalmente para aqueles que estão buscando alcançar novos clientes.

Esta métrica demanda cuidados também, pois a distinção entre um usuário novo ou recorrente está aliada ao período de análise. Se você analisar a semana atual, um usuário que acessou seu site/app uma vez nesta semana é um usuário novo mesmo que ele já tenha acessado em outros períodos fora do seu período de análise. Por isso, evite somar número de novos usuários de diferentes períodos.

Taxa de rejeição

Essa métrica, da qual também chamamos de bounce, representa a quantidade de sessões que aconteceram em seu site, porém, onde o usuário não teve nenhuma ação ali registrada.

Ou seja, quando essa taxa de rejeição está alta, é preciso parar e analisar o que está acontecendo: o que tem levado o cliente a não se interessar pelo conteúdo ou pelo produto disponível no portal?

Taxa de rejeição no Google Analytics.

Páginas mais visitadas

Você sabia que nem sempre a página principal do seu site é a mais acessada? Com essa ferramenta simples do Analytics é possível verificar quais são as principais páginas de tráfego.

Assim, há a possibilidade de realizar melhorias nelas, complementar o conteúdo ou traçando novas estratégias para aumentar ainda mais a interação no site de maneira geral. São muitas as possibilidades!

Taxa de conversão

Esse é outro dado que sofre com o impacto de algumas variáveis, como: qual é a segmentação do público, a navegabilidade do site e qual é a qualidade de informação apresentada.

Para os ecommerces, essa é uma das métricas mais verificadas, visto que representa a quantidade de sessões que reverterem efetivamente em vendas.

Transações

Esse número mostra qual é a quantidade de pedidos que uma loja obteve dentro de determinado período de tempo. É uma métrica específica de Comércio Eletrônico e ao analisar as transações você pode ver valores e produtos contidos nela.

Ticket médio

Também utilizado para ecommerces, o ticket médio demonstra qual é o valor médio dos pedidos que são feitos na loja virtual, ou seja, a receita dividida pela quantidade de transações.

Origem do tráfego

Esse dado mostra quais são as origens de visitas do seu site: redes sociais, Google Ads, tráfego direto, orgânico e tantas outras possibilidades. Além disso, há a possibilidade de entender quais deles revertem em mais pedidos, em uma maior taxa de conversão, qual possui maior ticket de compra e muito mais!

Uma das análises mais importantes no cenário de Marketing, pois nos permite analisar a eficiência dos esforços e investimentos em cada canal através das Sessões (quantidade) ou Conversões (qualidade) realizadas.

Origem do tráfego.

Receita

Por fim, essa métrica é nada mais, nada menos do que o valor total que a loja obteve dentro do período analisado. Mas, tenha cuidado! A receita analisa os pedidos que foram realizados e não aqueles que foram concluídos! Dessa forma, vale a pena realizar a comparação com o faturamento da loja e analisar os resultados obtidos com calma. 

Agora que você já tem mais informações sobre como funcionam as métricas do Google Analytics, vale a pena investigar todas elas e assim, aplicar melhorias no seu negócio!

Agora que você já tem mais informações sobre como funcionam as métricas do Google Analytics, vale a pena investigar todas elas e assim, aplicar melhorias no seu negócio!

Veja também

crossmenu